Tópico A: Participação de mulheres nas questões de paz e segurança Tópico B: Crise pós Primavera Árabe: a Guerra Civil na Líbia

Conselho de Segurança das Nações Unidas (CSNU)

A atuação do Conselho de Segurança das Nações Unidas (CSNU) consiste em mediar conflitos e conduzir à promoção e manutenção da paz e segurança por meio de resoluções a serem seguidas por todos os Estados-Membros. Muito embora elabore diretrizes desde sua fundação em 1946, demoram-se 54 anos até a primeira discussão orientada às questões particulares vivenciadas por mulheres em contextos de conflito. A participação delas no contexto geopolítico não resume-se ao lugar de vítima. Em protestos durante a Primavera Árabe, milhares de mulheres foram às ruas em protestos chaves para a derrubada de Muammar Kadhafi na Líbia. A resultante ausência de governo desdobra-se em instabilidade e conflitos, que por sua vez são alvos de medidas e resoluções do CSNU. A atuação de mulheres, portanto, não é alheia à esfera internacional, elas fazem-se presentes tanto em movimentos civis, quanto em òrgãos das Nações Unidas. Contudo, destaca-se que quando tratamos da pauta de segurança, o desequilíbrio numérico entre mulheres e homens enquanto formuladores de decisões é notório. Nesse sentido, a inclusão da perspectiva de mulheres ao tema securitário é emergente e inadiável.